Notícias

Estudiosos Pentecostais Deixaram um Legado

Estudiosos Pentecostais Deixaram um Legado. 

Desde o século XIX temos uma ala radical de evangélicos [1] norte americanos que enfatizavam a santidade, missões, justiça e cura divina. Este grupo no início do século XX ficou conhecido pelo mundo como os “pentecostais”. Mas, o crescimento deste grupo não foi bem visto pelo evangelicalismo tradicional. Os “fundamentalistas” evangélicos, por exemplo, que davam total ênfase a literalidade da Escritura basicamente excluía e às vezes demonizavam os denominados pentecostais.

Nessa época, este novo grupo avivado não seriam recebidos na maioria das instituições de ensino fundamentalistas. Apesar dos pentecostais também seguirem em dada medida argumentos fundamentalistas [2]. O que os diferenciava do grupo tradicional de evangélicos racionalistas era a sua agenda para prática de santidade.

Atualmente, essa divisão e crítica aos pentecostais pelos denominados “racionalistas evangélicos” permanece, pois a experiência pentecostal não parece nada “bíblico racional” para os críticos. Se participarmos de um debate entre evangélicos, sempre o pentecostalismo será avaliado com certo desprezo, pois tal movimento aparentemente diverge, por exemplo, em pontos com a Reforma.

O que não é mencionado, mas é evidente na tradição pentecostal, é o fato de que o pentecostalismo compartilha a valorização de Lutero pelas Escrituras, mas não necessariamente todas as suas interpretações. Como exegeta, Lutero estava em seu contexto, do qual desafiou as tradições da época. Já o nascimento do pentecostalismo, estava ávido em valorizar as Escrituras acima da tradição dominante a ponto de enfatizar a mesma experiência bíblica descrita em Atos 2.

O cerne do movimento pentecostal, assim como dos reformadores, equivalem-se em chamar a igreja de volta às Escrituras. Ao mesmo tempo, quando entendemos as Escrituras corretamente, também encontramos nelas o testemunho repetido de encontros divinos e relacionamento vivo com Cristo. Reconhecer nas Escrituras a prevalência e a promessa da atividade divina e esperar a presença e a pedagogia do Espírito ao lermos as Escrituras são elementos que constituem uma leitura pentecostal das Escrituras.

Talvez, a falta de conhecimento sobre a importância do pentecostalismo no movimento evangélico, citado por boa parte dos “racionalistas evangélicos”, acontece por uma má compreensão do legado pentecostal.

O pentecostal, como explica Robert Menzies, “é um cristão que crê que o livro de Atos fornece um modelo para a igreja contemporânea e, nesta base, incentiva todos os crentes a experimentar o batismo no Espírito (At 2.4), entendido como a capacitação para a missão, distinto da regeneração, que é marcado por falar em línguas, e afirma que ‘sinais e maravilhas’ inclusive todos os dons mencionados em 1 Co 12.8-10, devem caracterizar a vida da igreja hoje” [3]

O pentecostalismo, apesar de algumas divisões e debates incluindo os carismáticos, tem uma hermenêutica a partir do livro de Atos. Sua essência é um retorno as Escrituras para na prática experimentarem e atuarem para a missão com o mesmo Espírito que impulsionou a Igreja bíblica.

Essa leitura teológica pentecostal tem muito a contribuir para a Igreja Cristã e muitos desconhecem o trabalho de estudiosos dessa tradição. Deixo a seguir algumas obras que penso ser interessante, de pentecostais e carismáticos, para uma melhor compreensão de um pentecostalismo que se desenvolveu da tradição protestante e trouxe frutos.

Stanley Horton: Teologia Sistemática: uma perspectiva pentecostal;

Robert Menzies: Pentecostes: essa história é a nossa história;

Jon Rutheven: Sobre a cessação dos Charismata;

J.P. Moreland: Racionalidade da fé cristã;

Gordon Fee: Paulo, o Espírito e o povo de Deus;

Sam Storms: Dons Espirituais.

___________________________________________________________________

NOTAS do texto “Estudiosos Pentecostais Deixaram um Legado”.

[1] evangélicos aqui diz respeito a expressão religiosa norte americana

[2] por fundamentalista refere-se a leitura literal do texto bíblico, uma interpretação pessoal literal.

[3] MENZIES, Robert. Pentecostes: Essa História é a Nossa História. CPAD, 2016, p. 16.

*”Estudiosos Pentecostais Deixaram um Legado” é um texto de propriedade intelectual deste site, fazendo-se necessário a citação do mesmo em textos que se utilizem do conteúdo aqui produzido.

Autor: Victor Santos

 

Related posts

Leave a Comment